sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Carlson Gomes recebeu Vereador Felipe Alves, tratando de regularização de diversas áreas de Natal RN

Carlson Gomes publicou em seu FACEBOOK, que recebeu o Vereador Felipe Alves, veja publicação.......Recebendo o Vereador Felipe Alves tratando da regularização fundiária de diversas áreas de Natal.

Herdeiro da Samsung é condenado a 5 anos de prisão por caso de corrupção

O herdeiro e executivo da Samsung, Lee Jae-yong, foi condenado nesta sexta-feira (25) por um tribunal da Coreia do Sul a cinco anos de prisão por seu envolvimento no caso de corrupção conhecido como Rasputina, informou a agência local Yonhap.

Para a Justiça sul-coreana, ficou provado que Lee pagou propina à ex-presidente Park Geun-hye, com a expectativa de obter favores do governo em sua consolidação como líder do grupo, entre outros crimes.

O tribunal considerou que Lee esteve envolvido na doação, por parte de sua empresa de 7,2 bilhões de wons (5,4 milhões de euros) para o financiamento do programa de equitação na Alemanha da filha de Choi Soon-sil, que ficou conhecida como Rasputina e é considerada o cérebro da trama de corrupção que desencadeou a destituição e detenção da ex-presidente da Coreia do Sul.

O herdeiro do maior conglomerado empresarial do país asiático também foi considerado culpado por malversação de 6,4 bilhões de wons (4,8 milhões euros), por ocultar ativos no exterior e perjúrio por ter oferecido várias versões em seus depoimentos à Justiça.

O Ministério Público sul-coreano solicitou 12 anos de prisão pelas acusações.

Após ouvir o veredito, a defesa de Lee disse que não aceitava a decisão e assegurou que recorrerá "o mais rápido possível", segundo a Yonhap.

A Justiça sul-coreana também decretou quatro anos de prisão para mais dois executivos do grupo Samsung por envolvimento no caso.

Lee, de 49 anos, está detido desde meados de fevereiro, quando a promotoria apresentou acusações contra ele por esses crimes.

O processo judicial de Lee, que começou em 9 de março, causou grande expectativa no país asiático, onde a ação está sendo chamada de "o julgamento do século" devido às repercussões que pode ter para a imagem do maior conglomerado sul-coreano e sua possível influência na sentença futura sobre a ex-presidente Park.

Brasil precisa melhorar qualidade da carne para não perder mercado, diz empresa

Com o maior rebanho mundial e ocupando o segundo lugar em produção e exportação de carne bovina, o Brasil tem agora o desafio de melhorar a qualidade do produto, segundo o gerente de Inteligência de Mercado da Minerva Foods, Leonardo Alencar. "O aumento de produção tem que vir com ganho de qualidade. Sem ganho de qualidade, há o risco de termos que comer mais e mais, porque os países lá fora não vão querer comprar nossa carne".

A Minerva Foods é uma das empresas líderes na América do Sul na produção e comercialização de carne bovina. Alencar participou do 5º Fórum de Agricultura da América do Sul, promovido pelo Agronegócio Gazeta do Povo, em Curitiba.

A qualidade da carne brasileira voltou a ser discutida desde a Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal, que denunciou a comercialização de carne adulterada no mercado interno e externo. O maior rigor de outros países em relação à carne brasileira levou recentemente à suspensão das importações de carne fresca pelos Estados Unidos (EUA). O Brasil havia conseguido abrir esse mercado após 17 anos de negociação.

"O mercado internacional conhece a carne do Brasil, sabe que é competitiva e de qualidade, mas o ponto principal [que faz com que compre a carne brasileira] ainda é a competitividade, mais que a qualidade", diz o gerente.

O Brasil, segundo Alencar, está bem posicionado internacionalmente. Em 2016, o país aparece como o segundo maior exportador, com 19,7% da fatia mundial, atrás da Índia, com 23,2%. Em terceiro lugar vem a Austrália, com 18,5%, e em quarto, os Estados Unidos, com 16,3%. Em 2017, o cenário se mantém mais ou menos constante - a Índia, 19,8%; o Brasil, 19,2%; a Austrália, 17,3%, e os Estados Unidos, 16,7%.  "O Brasil tem hoje produto de qualidade e produto sem qualidade, tem produto barato, bastante competitivo. A gente consegue atender a quase todos os mercados. Exportamos para mais de 100 países. 

Os Estados Unidos e a Austrália exportam para menos de cinco países. O Uruguai, a Argentina, todos para poucos".

De acordo com o gerente, da Minerva Foods, o Brasil tem produção bastante heterogênea, o que acaba prejudicando a imagem do produto. Atualmente, um dos principais concorrentes é a Índia, que oferece carne barata e de baixa qualidade. "A gente tem que continuar se diferenciando para não ficar nessa briga com a Índia. Hoje temos a carne ingrediente, a da Índia, que é consumida misturada em outros produtos, tem aquela carne que se compra no supermercado e até mesmo em restaurantes, que é a carne dos EUA, e tem a carne premium, que é do Uruguai, da Argentina e Austrália. O Brasil precisa caminhar nesse sentido", defende. Para Alencar, o Brasil consegue atender a nichos específicos de qualidade, mas a maior produção do país "ainda está longe disso".

O mercado externo tornou-se atrativo especialmente pelo câmbio, com o dólar alto e com a queda do consumo no mercado interno, devido à crise econômica. Alencar diz que o Brasil tem cenário favorável, primeiro pela diminuição da exportação de outros países. Entre 2000 e 2017, a Rússia registrou retração de 34,3%; o México, de 34,6%; a China, de 21,2%; e os Estados Unidos, de 4,8%. Como segundo fator, ele cita o aumento do rebanho. Também entre 2000 e 2017, o Brasil aumentou em 54,5% o rebanho. Outros países da América do Sul que se destacam no mercado da carne bovina tiveram aumentos menores: o Paraguai aumentou em 39,8%; a Argentina, em 6,3%; e, o Uruguai, em 12,2%.

O Brasil tem hoje, de acordo com dados divulgados pela Minerva, 215 milhões de cabeças de gado e produz 9,5 milhões de toneladas de carne bovina. A produtividade é considerada baixa quando comparada com os Estados Unidos, que produzem 12 milhões de toneladas, com 86 milhões de cabeças de gado. Os números demonstram o potencial de crescimento da produção.  "Temos que continuar aumentando os investimentos e melhorando produtividade. Agora, isso não pode ser feito de maneira desconexa em relação à qualidade, ou vamos começar a inundar o mercado com uma carne que não necessariamente tem a absorção no ritmo em que a gente está mantendo a produção". 

Aposentados e pensionistas começam a receber primeira parcela do décimo terceiro

Mais de 29,2 milhões de aposentados e pensionistas do setor privado começam a receber hoje (25) a primeira parcela do décimo terceiro. O pagamento será feito na folha de agosto e segue até 8 de setembro, conforme o cronograma mensal de depósito dos benefícios.

O decreto presidencial que permitiu a antecipação de 50% do décimo terceiro para agosto foi publicado no fim de julho. Segundo o Ministério da Previdência Social, a medida injetará R$ 19,9 bilhões na economia em agosto e setembro.

O pagamento começará pelos benefícios de um salário mínimo com final 1. Para benefícios superiores a um salário mínimo, a primeira parcela do décimo terceiro só começará a ser depositada em 1º de setembro. O cronograma de liberação está disponível na página do Ministério da Previdência na internet.

Como determina a legislação, não haverá desconto de Imposto de Renda na primeira parcela. O imposto sobre o décimo terceiro somente pode ser cobrado em novembro e dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina.

Desde 2006, o governo antecipa a primeira parcela do décimo terceiro salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto. Somente em 2015, o pagamento foi adiado para setembro, por causa do ritmo fraco da economia e da queda da arrecadação.

Oito comarcas do interior do RN serão fechadas pelo Tribunal de Justiça

Oito comarcas do interior do Rio Grande do Norte consideradas pouco produtivas vão ser fechadas. A decisão foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Estado. As cidades afetadas com a mudança são as de Pedro Avelino, Poço Branco, Taipu, São Rafael, Afonso Bezerra, Serra Negra do Norte, Janduís e Governador Dix-sept Rosado.

É uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que determina que as comarcas, que nos últimos três anos não ultrapassaram a média anual de 439 processos, devem ser fechadas. O assunto já foi discutido no TJ e votado mais de uma vez. Dos 14 desembargadores presentes, 13 foram a favor da agregação das comarcas. O único voto contrário foi do desembargador Cláudio Santos.

Moradores de alguns municípios do interior do RN estiveram no TJ e acompanharam a audiência que discutia a mudança nas comarcas que vão deixar de existir.

Pablo Henrique, que faz parte do movimento estudantil de Governado Dix Sept Rosado, cidade do Oeste potiguar, falou sobre o prejuízo com a mudança da comarca para Mossoró. “Vai afetar no prejuízo social, porque não vai ater aquele acesso à Justiça, vai ser um braço da justiça que não vai estar lá. Existem comunidades que ficam a 50 quilômetros do Centro de Governador Dix-sept Rosado, algumas até 70. Se a gente for levar em conta à distância até Mossoró que é a comarca onde vai ficar o termo, são 87 quilômetros. Ida e volta vai ficar 174 quilômetros pra se deslocar uma população predominantemente rural e pobre” lamentou o jovem.

O desembargador Cornélio Alves explicou que o TJ está cumprindo uma determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Depois da gente fazer um estudo em todas as comarcas do estado, oito não atingiram a meta, por isso houve essa agregação, cumprindo uma determinação do CNJ”, argumenta. De todo modo, para o desembargador os moradores das cidades que terão as comarcas fechadas serão prejudicados.

Policial militar é baleado a caminho do trabalho

Um policial militar lotado no 9° Batalhão foi baleado no braço, na manhã desta quinta-feira (24), enquanto dirigia o próprio veículo a caminho do trabalho, no conjunto Soledade II, zona Norte de Natal. A vítima foi surpreendida por homens que se aproximaram em um carro já atirando.

Segundo informações da Central de Operações o policial que terá o nome preservado, por medida de segurança teve fratura exposta no braço com o impacto da bala e foi socorrido para o hospital Santa Catarina. A esposa do PM estava com ele no momento do atentado, nada sofreu.

Equipes da inteligência da Polícia Militar foram acionadas e já iniciaram diligências com a finalidade de localizar e identificar os autores do atentado.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

STJ mantém prisão de assessores do governador do RN para conclusão de análise de cheques apreendidos

O Superior Tribunal de Justiça prorrogou, por mais cinco dias, a prisão temporária de Magaly Cristina da Silva e Adelson Freitas dos Reis. Os dois assessores do governador Robinson Faria (PSD) estão detidos desde a Operação Anteros, deflagrada pela Polícia Federal no dia 15 de agosto passado. A decisão do STJ se justifica na argumentação do Ministério Público Federal e da própria PF de que há necessidade de ouvir Magaly e Adelson sobre as provas coletadas durante os mandados de busca e apreensão, entre elas cheques assinados pelo chefe do Executivo.

Com a decisão, a prisão que acabaria neste domingo (20) vale por mais cinco dias, ou seja, até sexta-feira (25).

No pedido de prorrogação da prisão, a Procuradoria Geral da República e a PF afirmam que as provas colhidas durante a Operação Anteros ainda estão sendo analisadas. São smartphones, HD e pendrives, além de planilhas, tabelas e dos cheques, que ainda estão com os peritos.

Como o trabalho está em curso, MPF e PF querem tempo para interrogar Magaly Cristina e Adelson Reis sobre o material, sem “pressões ou injunções”. A manutenção da prisão evita, ainda de acordo com a acusação, a possibilidade de os dois se comunicarem e combinem depoimentos.

O Ministério Público Federal, através do Procurador-Geral da República Rodrigo Janot, se manifesta pedindo a prorrogação da prisão citando os cheques do governador.

“Permanece assente, então, a necessidade de guarnecer a instrução deste Inquérito, já que a coleta da prova oral ainda não se encerrou, já que urge confrontá-la com os achados da busca e apreensão, que incluem, como se disse, conversas por aplicativo telefônico; arquivos contendo tabelas; cheques com a assinatura do governador Robinson Mesquita de Faria e, isso, tudo, gize-se, livre da espécie de interferência que as conversas interceptadas com autorização desse Juízo indicaram que o mandatário estadual costuma articular”, alega Janot.

Preso do semiaberto é assassinado no centro de Parnamirim.

Um preso do regime semiaberto foi assassinado a tiros, na tarde desta terça-feira (22), no centro da cidade de Parnamirim. A vítima havia recebido uma ligação e saiu de casa apressado, de acordo com o que foi relatado pelo pai. O homicídio aconteceu na rua Dr. Carlos Matheus. Gustavo Antônio da Silva, de 21 anos, foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta, que atiraram pelo menos 14 vezes. O rapaz não teve tempo de reação e caiu morto em via pública.

O pai da vítima contou à polícia que Gustavo estava em casa e saiu após receber uma ligação. A Polícia Civil informou que a principal suspeita, até o momento, é que a vítima tenha sido morta por companheiro de facção.
De acordo com o delegado Alessandro Costa, da DP de Parnamirim, Gustavo possivelmente teria decidido sair da facção que fazia parte e, com isso, pode ter morrido por queima de arquivo.

Casa Brasil na Universíade divulga cultura e competições que ocorrerão no país

Um russo passa curioso e observa voluntárias taiwanesas dançando uma coreografia desengonçada na Vila dos Atletas, da Universíade de Taipei. O som é o hit Sua Cara, de Major Lazer, Anitta e Pabllo Vittar, e um grupo de atletas lituanas se aproxima para arriscar uns passos. O clima de festa na noite de ontem (22) era na Casa do Brasil, inaugurada para promover a imagem do país e competições internacionais marcadas para Goiânia, Aracaju e Manaus.

O presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, conta que a experiência é inspirada na Casa Brasil dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.

"Vamos mostrar os eventos internacionais que serão realizados no Brasil no próximo ano e convidar os países para ir", diz Cabral, que afirma que também será divulgada a cultura brasileira: "É importante mostrar esse Brasil para que o mundo veja que o nosso país é muito melhor do que as pessoas imaginam".

Os eventos a que o presidente se refere são o Beach Games Internacional, marcado para dezembro em Manaus, e os campeonatos mundiais universitários de luta olímpica e xadrez, marcados para setembro do ano que vem, em Goiânia e Aracaju, respectivamente.

O espaço foi visitado ontem pelo diretor do escritório comercial do Brasil em Taipei, que executa funções consulares em Taiwan. Fabio Guimarães elogiou a iniciativa e disse que vai aproveitar o espaço para distribuir material de divulgação do Brasil.

Assim como o diretor do escritório brasileiro em Taipei, participou da visita o secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, que está na cidade acompanhando a Universíade.

"É um espaço importante para difundir a cultura, o jeito brasileiro, o modo de vida brasileiro e para integrar os nossos atletas e os de outros países".

Ontem (22), o espaço foi usado para homenagear os medalhistas do judô Eleudis Valentin, Tamires Crude, Bárbara Timo e Vinicius Panini. A intenção da CBDU é que essas homenagens se repitam sempre que houver medalhas. A programação do local vai contar com entrega de brindes, música brasileira e atividades culturais.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

PF cumpre 15 mandados de prisão contra suspeitos de tráfico no Rio

Policiais federais fazem hoje (16) operação contra uma quadrilha especializada na venda de drogas em Volta Redonda, no sul fluminense. Os agentes cumprem 15 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão em Volta Redonda e Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, e em São José do Rio Preto, em Minas Gerais.

Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Volta Redonda. De acordo com a investigações da Polícia Federal, o grupo é comandado por um homem conhecido como Spin, que controlava as operações da cidade à distância, a partir de uma base na comunidade de Senador Camará, na zona oeste da cidade do Rio.
Spin já está preso, depois de ter sido capturado em janeiro deste ano, em São Tomé das Letras, em Minas Gerais. Dos 15 mandados de prisão, 13 já haviam sido cumpridos até as 11h30 de hoje. Os detidos serão indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Centro espírita no Rio é atacado pela terceira vez em menos de um mês

Pela terceira vez em menos de um mês, o centro espírita Casa do Mago, no Humaitá, na zona sul do Rio, sofreu um ataque durante a madrugada. O portão do centro foi incendiado hoje (16), por volta da 1h. Câmeras de segurança filmaram o momento. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não houve vítimas.

O caso foi registrado na 10ª Delegacia de Polícia, em Botafogo. De acordo com a Polícia Civil, as imagens colhidas estão sendo analisadas e um inquérito foi aberto para verificar as possíveis motivações do crime.

No dia 31 de julho, dois homens foram filmados ateando fogo no portão à noite. Dois dias depois, um artefato explosivo foi arremessado contra a casa. Não houve feridos em nenhuma das ocasiões e ninguém foi preso.

Para o secretário de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, Átila Nunes, uma milícia religiosa pode estar envolvida nos casos.

“Os criminosos, assim como no último ataque, utilizaram uma bomba caseira, feita com pregos, chegaram de carro e com os rostos cobertos. A perseguição não é apenas contra o Mago, pois se fosse algo pessoal eles também poderiam agir fora do templo. A perseguição é religiosa”, disse.

“Ao atacarem um templo de matriz africana, que expõe imagens de santos e cultua os orixás, eles atacam a religião e todos os umbandistas e candomblecistas. Milícias religiosas podem estar por trás de ataques à Casa do Mago. Isso é intolerância religiosa”, destacou.

Apenas no último ano, 79 denúncias de casos de intolerância religiosa foram registradas no estado por meio do Disque 100. O número representa um crescimento de 119%, quando comparado ao ano anterior.

Força Nacional permanecerá por mais 60 dias em área de conflito de terra em MS

A Força Nacional de Segurança Pública vai permanecer por mais 60 dias no município de Caarapó, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul. A medida tem o objetivo de apoiar as atividades da Polícia Militar nos conflitos agrários envolvendo disputas territoriais.

A portaria do Ministério da Justiça determinando a prorrogação está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16). A Força Nacional está em Caarapó desde 15 de junho de 2016, atendendo à solicitação do governo do estado.

As ações nas áreas de conflitos agrários também contam com representantes do Ministério Público Federal e da Fundação Nacional do Índio (Funai). A orientação à Força Nacional é “garantir a incolumidade das pessoas, do patrimônio e a manutenção da ordem pública”, diz a portaria.

Ex-senador boliviano Roger Pinto Molina morre em Brasília

O ex-senador boliviano Roger Pinto Molina morreu esta madrugada em um hospital público de Brasília. Molina vivia no Brasil desde 2013, quando pediu asilo político afirmando perseguição por parte do governo boliviano. No último sábado (12), o ultraleve que ele pilotava caiu em Luziânia (GO), região do entorno do Distrito Federal. Único ocupante da aeronave, o ex-senador sofreu múltiplos ferimentos e foi internado com traumatismo cranioencefálico.

Segundo a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Molina sofreu uma parada cardiorrespiratória e faleceu às 4h43 de hoje (16), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base do Distrito Federal, onde estava internado desde sábado (12), sedado e respirando com a ajuda de aparelhos. O corpo do político boliviano foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML).

Eleito por um partido de oposição ao presidente boliviano Evo Morales, Molina tornou-se conhecido no Brasil em 2012, quando se refugiou na embaixada brasileira na Bolívia, onde viveu alguns meses na condição de asilado político. Para deixar seu país, o ex-senador precisava da concessão de um salvo-conduto, ou seja, de uma permissão para que pudesse transitar pelo território boliviano sem ser preso.

Como as autoridades bolivianas não concediam a autorização – alegando que o político tentava escapar a um processo por suspeita de causar danos econômicos ao Estado da ordem de US$ 1,7 milhão – funcionários da embaixada brasileira decidiram transportar Molina até o território brasileiro a bordo de um carro oficial, que não foi parado durante todo o trajeto entre La Paz e Corumbá (MS).

A operação foi autorizada pelo então chefe de chancelaria da embaixada, ministro Eduardo Saboia, que substituía, temporariamente, o embaixador brasileiro Marcelo Biato. À época, autoridades do governo boliviano pediram explicações ao Brasil. Em meio à polêmica, o então ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, pediu demissão do cargo.

A Aeronáutica investiga as causas do acidente. No domingo (13), investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos estiveram no local do acidente para fazer registros fotográficos, coletar documentos e entrevistar pessoas que testemunharam a queda da aeronave.

“O objetivo da investigação realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e pelos seus serviços regionais é prevenir novas ocorrências com características semelhantes”, diz nota oficial divulgada pelo órgão.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Inflação para famílias com renda até 5 salários é de 0,17% em julho

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias com renda até cinco salários mínimos, registrou 0,17% em julho. A taxa ficou acima da registrada em junho (-0,30%).

No entanto, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o INPC ficou abaixo do IPCA, que mede a inflação oficial para todas as faixas de renda, no mês de julho (0,24%).

Os produtos alimentícios tiveram queda de preços (deflação) de 0,45% em julho, enquanto os não alimentícios acusaram inflação de 0,45%.

O INPC acumula taxa 2,08% em 12 meses, abaixo dos 2,56% dos 12 meses imediatamente anteriores.

Custo da construção civil cresce 0,58% em julho, diz IBGE

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, registrou inflação de 0,58% em julho. Essa é a maior taxa mensal do ano de 2017. Em junho, o Sinapi havia registrado inflação de 0,38%. O índice acumula taxas de inflação de 2,46% no ano e 4,25% em 12 meses.
Com a alta de preços, o custo por metro quadrado da construção civil ficou em R$ 1.052,75. A mão de obra foi 0,90% mais cara, passando a R$ 514,97 por metro quadrado. Os materiais tiveram alta de preços de 0,28% , e seu custo aumentado para R$ 537,78.

Entre as unidades da federação, o Rio de Janeiro foi o estado com maior alta em julho: 3,03%. Outras 19 unidades também apresentaram inflação. Sete locais, no entanto, tiveram deflação (queda de preços), com destaque para Goiás (-0,45 %).

IPCA acumulado em 12 meses tem menor taxa desde 1999: 2,71%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, ficou em 0,24% em julho deste ano. Em junho, o IPCA havia registrado deflação (queda de preços) de 0,23%. Já em julho do ano passado, a inflação havia sido de 0,52%.

O IPCA acumula taxa de 1,43% em 2017. Em 12 meses, a inflação chega a 2,71%, a menor taxa para o acumulado de 12 meses desde fevereiro de 1999 (2,24%). A taxa acumulada também está abaixo do centro da meta de inflação do governo federal, que é de 4,5%. Os dados foram divulgados hoje (9), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em julho, os gastos com a casa e com os transportes foram os principais responsáveis pela taxa de inflação. Despesas com habitação tiveram alta de 1,64%, enquanto os gastos com transporte cresceram 0,34%.

Por outro lado, os alimentos ajudaram a frear a inflação com uma deflação de 0,47% em julho. Essa foi a terceira queda de preços mensal consecutiva apresentada pelo grupo de despesas alimentação e bebidas.
Em julho, os gastos com a casa e com os transportes foram os principais responsáveis pela taxa de inflação. 

Os gastos com habitação tiveram alta de 1,64%, enquanto os gastos com transporte cresceram 0,34%.
Por outro lado, os alimentos ajudaram a frear a inflação com uma deflação de 0,47% em julho. Essa foi a terceira queda de preços mensal consecutiva apresentada pelo grupo de despesas alimentação e bebidas.

Gás de cozinha custará R$ 100 até dezembro

O preço do botijão de gás de cozinha de 13 quilos poderá chegar a R$ 100 até o final do ano, segundo previsão do Sergás (sindicato dos revendedores de gás do Estado de São Paulo).
O valor estimado para este ano é reflexo da política de preços adotada pela Petrobras em junho, que reajusta mensalmente o preço do gás nas distribuidoras.
Neste mês, por exemplo, a ANP (agência de petróleo) autorizou alta de 6,9%.
"Setembro contribuirá ainda mais para esse aumento, já que o reajuste mensal coincidirá justamente com o dissídio da categoria, entre 7% e 8% ", afirma Robson Carneiro dos Santos, presidente do Sergás.
A elevação da semana passada já pode ser sentida no bolso do consumidor da capital.
Pesquisa feita pela reportagem do Agora em dez revendedores mostra que cinco deles subiram os preços.
Os outros cinco optaram por não reajustar.
"O valor estava defasado na comparação com os demais combustíveis. Foi impossível segurá-lo", afirma Santos.

Temer pede ao STF suspeição de Janot e acusa perseguição

O presidente Michel Temer pediu ao Supremo Tribunal Federal a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a quem acusa de agir com "obsessiva conduta persecutória" para envolvê-lo em atos criminosos.
Uma petição foi entregue ontem ao ministro Edson Fachin em meio ao inquérito que investiga o chamado "quadrilhão" do PMDB.
Não há previsão para Fachin tomar uma decisão.
A expectativa é que a defesa recorra ao plenário caso o ministro negue o pedido. Janot não se manifestou.

Três jovens são arrastados de dentro de casa e executados em Ceará-Mirim

Três jovens foram mortos a tiros no final da noite desta segunda-feira (07), na rua Abílio Marinho, no conjunto Barretão, no minicípio de Ceará-Mirim, região metropolitana. Duas das vitimas estavam dormindo e eram irmãs, já o terceiro alvo dos executores foi surpreedido na porta de casa.

De acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa os jovens mortos foram identificados como Jackson Marcelo da Silva Faustino, de 19 anos e os irmãos Alan Lucas Bernardo de Oliveira, de 17 e 

Adson Bernardo de Oliveira, de 15 anos. O delegado Sérgio Freitas informou que criminosos fortemente armados chegaram em um carro e uma motocicleta e invadiram as residências das vítimas. "Eles arrastaram os dois irmãos até a rua e depois atiraram, em seguida fizeram a mesma coisa com o vizinho que estava na porta da residência", disse.

O delegado ainda relatou que no momento da invasão os matadores gritavam perguntando aos jovens onde estavam as drogas e as armas. A Polícia Militar foi acionada, mas os autores do triplo homicídio conseguiram fugir. As razões para as execuções serão investigadas pela Polícia Civil da cidade.

Homem mata ex-companheira em Parnamirim e promete cometer suicídio

Uma mulher de 26 anos, identificada como Rosimere Ferreira de Queiroz foi espancada até a morte dentro de casa, na madrugada desta terça-feira (08), na rua Carlos Roberto de Souza, no condomínio Marias, bairro Bela Vista, em Parnamirim. O principal suspeito é o ex-companheiro que fugiu do local do crime prometendo cometer suicídio. O carro de Josenildo Júnior foi encontrado na Ponte Newton Navarro.

De acordo com o delegado Sérgio Freitas, da Divisão de Homicídios Rosimere foi espancada e possivelmente estrangulada. "Foi uma morte violenta, familiares e amigos da vítima informaram que Josenildo ligou para eles após o crime dizendo que tinha matado Rosinere e que iria acabar com a própria vida. Por enquanto não há informações sobre a localização do corpo do suspeito caso ele tenha cometido suicídio", relatou.

O carro de Josenildo foi encontrado no meio da ponte Newton Navarro abandonado. O veículo foi removido do local e levado para a Central de Flagrantes, no bairro Cidade da Esperança.

Austrália decidirá legalização do casamento gay por voto postal

A Austrália decidirá a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo por meio de uma votação pelo Correio. Nesta quarta-feira (data local), o Senado rejeitou proposta para convocar uma consulta popular sobre a matéria. A informação é da Agência EFE.

O Senado não obteve a maioria necessária para submeter ao debate o projeto de lei que convoca a consulta, iniciativa apoiada por 31 dos 76 senadores.

O plenário da Casa já havia rejeitado em novembro um projeto de lei para permitir o referendo sobre a união entre homossexuais, cuja convocação foi uma promessa eleitoral do primeiro-ministro Malcolm Turnbull.

A decisão abre as portas para que o governo conservador convoque a população a dar seu voto pelo Correio, medida que Turnbull anunciou ontem ao prever a rejeição no Senado. A medida não requer a autorização do Legislativo.

Na consulta voluntária pelo Correio, as cédulas serão distribuídas em 12 de setembro e deverão ser devolvidas com uma resposta até 7 de novembro.

Se a população for favorável à legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, espera-se que a matéria seja debatida no plenário antes de 7 de dezembro, data na qual o Parlamento encerra suas sessões legislativas.

Os que se opõem ao referendo, entre eles os trabalhistas, os verdes e ativistas, consideram que um debate poderia acirrar a homofobia, por isso defendem que a legalização seja decidida no Parlamento.
Pesquisa recente, encomendada por uma organização não governamental (ONG) australiana de defesa do casamento igualitário, mostra que 72% dos cidadãos do país apoiam a legalização, enquanto o setor conservador cristão é contrário ao projeto.

A Austrália, que permite a união civil em muitos de seus estados, recebeu críticas de várias organizações pela lentidão na legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Em dezembro de 2013, a Suprema Corte anulou uma legislação que permitia o casamento gay no Território da Capital Australiana, por considerar que a mesma viola a Lei Federal de Casamentos, de 1961.

Além disso, propostas legislativas similares fracassaram no estado da Tasmânia e em Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney.

Chanceleres rejeitam Constituinte venezuelana e respaldam instituições

Os chanceleres e representantes de 17 países das Américas, reunidos em Lima, no Peru, afirmaram nessa terça-feira (9) que não vão tolerar golpes militares e que apoiarão as instituições democráticas da Venezuela, acrescentando que desconhecem a Assembleia Constituinte instalada sexta-feira passada (4). A informação é da Agência EFE.
Em reunião na capital peruana para discutir a crise na Venezuela, o chanceler chileno, Arauto Muñoz, disse que seu país "não aceita golpes militares, autogolpes ou levantes militares".

"Queremos que se restabeleça a ordem democrática, por meio de uma negociação crível, sincera, com efeitos reais", declarou Muñoz. Para ele, "há vontade de contribuir para uma saída negociada pelos próprios venezuelanos para que definam seu futuro".

O secretário de Relações Exteriores do México, Luis Videgaray, destacou o respaldo do grupo ao Parlamento venezuelano, de maioria opositora, e insistiu que os atos jurídicos, como contratos e financiamentos internacionais, que o governo venezuelano solicitar só serão reconhecidos quando forem aprovados pela assembleia. "Essa medida valida nossa postura a favor das instituições democraticamente eleitas na Venezuela".

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, afirmou que não se pode "admitir a continuidade desse horror" na Venezuela, ao comentar a suspensão do país do Mercosul, por tempo indeterminado, aprovada pelo bloco no último fim de semana.

A chanceler do Panamá, Isabel de Saint de Malo, destacou que esse grupo de países, que se reuniu em Lima, não deixará o povo venezuelano sozinho. "Estaremos vigilantes pelo retorno à democracia e vemos com bons olhos a decisão de seguir de perto a situação".

Participaram da reunião em Lima representantes de Brasil, da Argentina, do Canadá, Chile, da Colômbia, Costa Rica, Guatemala, de Honduras, México, do Panamá, Paraguai e Peru, entre outros.

Sobe para 13 o número de mortos em forte terremoto no centro da China

As autoridades chinesas informaram nesta quarta-feira ((9) que subiu para 13 o número de mortes causadas pelo terremoto registrado na noite de ontem na província central de Sichuan. O tremor, de 7 graus na escala Richter, foi um dos mais fortes registrados nos últimos anos no país. Há 175 feridos, de acordo com o último balanço oficial. A informação é da Agência EFE.

O terremoto sacudiu a China às 21h19 locais dessa terça-feira (10h19 de Brasília), e o epicentro foi na turística comarca de Jiuzhaigou.

O presidente chinês, Xi Jinping, pediu a mobilização de todos os esforços para organizar os trabalhos de resgate dos feridos. O primeiro-ministro Li Keqiang também solicitou às autoridades que façam o possível para auxiliar os atingidos.

As autoridades chinesas iniciaram um esquema de emergência de nível máximo, com o envio de várias equipes de resgate à região próxima do epicentro.

Cerca de 10 mil turistas foram retirados da região, mas ainda há pessoas presas na área de Ganhaizi, depois que uma encosta próxima caiu e bloqueou a estrada.
Jiuzhaigou é um vale famoso por suas cataratas e seu relevo, que atrai muitos turistas todos os anos.

Empresário colombiano investigado no caso Odebrecht se entrega à Justiça

O empresário Gabriel Dumar Lora, investigado no caso de corrupção envolvendo a construtora Odebrecht na Colômbia, se entregou nessa terça-feira (8) à Justiça colombiana, informou o Ministério Público do país.
Gabriel Dumar Lora é funcionário do consórcio Sion, empresa vinculada ao esquema de pagamentos iniciado pela multinacional Odebrecht a servidores públicos, acrescentou o MP colombiano em comunicado.

De acordo com a nota, Dumar Lora se apresentou nas instalações do Ministério Público, em companhia de seu advogado, se submeteu a exames médicos e foi interrogado.

Segundo as investigações na Colômbia, Gabriel Dumar é advogado e funcionário do consórcio Sion, uma das cinco companhias que teriam servido de intermediárias para o pagamento de propinas da Odebrecht.

Os valores pagos pela construtora no país chegam a US$ 27,72 milhões, e não a US$ 11,1 milhões, como divulgado inicialmente pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, de acordo com o Ministério Público colombiano.

Até o momento, foram detidos pelo caso Odebrecht na Colômbia o ex-vice-ministro de Transporte Gabriel García Morales, o ex-senador Otto Bula, o ex-assessor da Agência Nacional de Infraestrutura Juan Sebastián Correa, além dos representantes legais César Hernández e Gustavo Urrego.

Veículo atropela militares de grupo de vigilância antiterrorista na França

Um veículo atropelou hoje (9), na localidade de Levallois Perret, perto de Paris, uma patrulha do dispositivo antiterrorista instalado na França após os atentados de 2015. Seis pessoas ficaram feridas, mas nenhuma delas corre risco de morte, informou à Agência EFE a prefeitura local.

As autoridades estão em busca do veículo, que saiu do local em grande velocidade, e, por enquanto, nenhuma hipótese está descartada sobre a motivação do motorista.

O incidente aconteceu por volta das 8h locais (3h de Brasília), perto da Câmara Municipal da localidade, na periferia oeste de Paris.

A prefeitura informou que quatro militares foram feridos de forma leve e dois com mais gravidade, mas não correm perigo.

Ainda não se sabe se foi uma ação voluntária com motivação terrorista ou se foi um acidente, acrescentou o governo municipal.

Em declarações à emissora France Info, o prefeito da localidade, o conservador Patrick Balkany, considerou intolerável e vergonhosa a agressão contra os militares.

Em outra entrevista à emissora BFMTV, Balkany assegurou que "se trata, sem dúvida, de uma ação deliberada" diante do quartel em que reside um destacamento de 50 militares da Operação "Sentinele", o dispositivo de vigilância antiterrorista mobilizado em todo o país.

O carro, um BMW, esperava em um beco próximo que os militares saíssem do quartel para iniciar sua ronda de vigilância e "acelerou com intensidade" quando os soldados apareceram, antes de fugir do local, contou o prefeito.

O quartel fica em frente a um parque, em uma região de pouco trânsito, e o carro do suposto agressor foi em direção aos militares na contramão.

Os soldados pertencem ao 35º Regimento de Infantaria e foram imediatamente hospitalizados. Os dois cujo estado é mais grave foram levados para o Centro Militar Percy, na localidade próxima de Clamart.

A ação ocorre quatro dias depois que um jovem de 18 anos tentou entrar com uma faca na Torre Eiffel, aos gritos de "Deus é Grande" em língua árabe.

O agressor, que foi rendido pelas forças da ordem, tinha permissão do hospital psiquiátrico em que estava internado, para onde voltou depois de ser examinado por especialistas.

A Procuradoria Antiterrorista abriu investigação por "tentativa de assassinato", e por "associação criminosa com fins terroristas". Durante a detenção, o jovem assegurou que mantém contato com o grupo jihadista Estado Islâmico.

Começa em Salvador a Festa Literária Internacional do Pelourinho

A partir de hoje (9), Salvador sedia a Festa Literária Internacional do Pelourinho, a Flipelô. Na véspera do aniversário de nascimento do escritor baiano Jorge Amado, que faria 105 anos, ele será o homenageado desta primeira edição, assim como mais duas mulheres: Zélia Gattai – esposa de Amado e também escritora – e Myriam Fraga, jornalista, poeta e escritora baiana, amiga do casal, sobre o qual escreveu em suas obras. Ambas são consideradas relevantes personalidades culturais diretamente ligadas à trajetória de vida de Jorge Amado.

A abertura oficial da festa ocorreu na noite de ontem ( 8), somente para artistas e convidados. A partir de hoje, no entanto, a programação estará aberta ao público, gratuitamente, até domingo (13). O evento comemora também os 30 anos da Fundação Casa de Jorge Amado, cuja sede está localizada no Largo do Pelourinho, um dos palcos da Flipelô, que ocupará diversos espaços do Centro Histórico de Salvador. A entidade funciona com iniciativas de preservação, pesquisas e divulgação dos acervos bibliográficos e artísticos do escritor.

Ao todo, serão mais de 50 atividades culturais, incluindo mesas de debates, lançamentos de livros, oficinas literárias, saraus, apresentações teatrais, exibições de vídeos e shows musicais. Todas as apresentações ocorrerão em pelo menos nove espaços de museus, teatros, casa de artes e largos do Centro Histórico. É esperada, durante os cinco dias do evento, a presença de autores, pesquisadores, críticos, estudantes e do público em geral que se identifica com a temática da literatura e o universo das palavras.

A programação oficial pode ser consultada no site da Flipelô. Para hoje (9), estão previstas três mesas-redondas, a partir das 16h, além de outras atividades culturais nos espaços ocupados pela festa. Nos espaços Oxum Casa de Arte, Solar do Ferrão, Casa Amarela e Terreiro de Jesus, o público poderá visitar exposições permanentes, que serão mantidas até o fim da Flipelô.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

PF faz operação para apurar fraude em licitação de transporte escolar na Bahia

A Polícia Federal cumpre, nesta manhã (02), 57 mandados, em sete cidades do estado da Bahia e de Minas Gerais. A Operação Gênesis foi deflagrada em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União. O objetivo é desarticular uma organização criminosa que fraudava licitações e desviava recursos públicos destinados à contratação de serviços de transporte escolar, na cidade de Porto Seguro.

Ao todo, 100 policiais cumprem cinco mandados de prisão temporária, 15 mandados de busca e apreensão e 37 de condução coercitiva, nos municípios de Guaraciaba, Manhaçu e Viçosa, em Minas Gerais; e Eunápolis, Itabela, Porto Seguro e Salvador, na Bahia.

Segundo a PF, as investigações começaram há dois anos e detectaram o direcionamento de licitações para favorecer a empresa pertencente aos envolvidos. A empresa era beneficiada com “sucessivos” valores adicionais ao contrato firmado com a prefeitura, resultantes de novas rotas incluídas nas viagens do transporte escolar, e aprovadas por um servidor público municipal que também participava do esquema.
Em troca, o servidor e outros investigados recebiam parte do dinheiro destinado ao pagamento do contrato. 

Além disso, a Polícia Federal identificou no serviço de transporte escolar, que servidores da própria 
Prefeitura de Porto Seguro - a exemplo de professores e motoristas – eram contratados para a execução do serviço, com valor abaixo do recebido pelas empresas, e o restante da verba era desviada para o próprio bolso.

Inicialmente, o valor previsto para a contratação da empresa era de R$ 8,2 milhões. No entanto, com novas rotas e adicionais ao contrato, os recursos chegaram a R$ 37,8 milhões, mesmo sem a existência de novas licitações. A PF chegou a estimar que o custo do serviço de transporte escolar no município de Porto Seguro ultrapasse R$ 40 mil por dia.

Além da fraude em licitações e o desvio de verbas públicas, a PF ainda investiga uma possível sonegação fiscal, por parte de alguns investigados, com nomes inscritos em dívida ativa, cujos valores ultrapassam R$ 12 milhões.

Os investigados devem responder pelos crimes de organização criminosa, fraude à licitação, corrupção ativa e passiva e sonegação fiscal. O nome da operação, segundo a PF, refere-se ao Livro de Gênesis da Bíblia, que cita “quando a luz deu fim às trevas”, em referência à descoberta das fraudes.

Segurança deve ser reforçada hoje na área central de Brasília

A Secretaria de Segurança e da Paz Social do Distrito Federal deve reforçar hoje (2) o efetivo na área central de Brasília, em razão da votação, na Câmara, da admissibilidade da denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer.

Segundo nota da secretaria, embora nenhuma manifestação tenha sido protocolada, os agentes vão permanecer em estado de prontidão, podendo ser acionados a qualquer momento. A Polícia Militar (PM) destacará uma equipe especializada para atuar na Esplanada dos Ministérios, onde fica o Congresso Nacional.

Apesar de não terem sido confirmadas junto à secretaria, as manifestações tomam forma nas redes sociais. No Twitter e no Facebook, a Frente Brasil Popular informou que um ato está marcado para as 17h.

Acesso aos ministérios

Nenhuma via de acesso às imediações da Esplanada será bloqueada, a princípio. O acesso dos servidores dos ministérios não tem, até o momento, nenhum procedimento atípico ou especial e está sendo feito pelas portarias principais.

No prédio do Ministério da Agricultura, os tapumes existentes são de maio, quando a frente do prédio foi atingida por chamas provocadas por manifestantes.

"A gente estreita um pouco a abertura da porta principal. Orientamos a equipe a fechá-la de imediato, se houver alguma ameaça, e a aguardar a PM, até porque ela monitora os ônibus que entram em Brasília. 

Como a gente tem um efetivo [de segurança interna] limitado, não há como aumentá-lo, mas tomamos todas as medidas que julgamos necessárias. Nós temos um canal direto com o 6º Batalhão da PM. Mantemos também vigilantes nas guaritas, que operam, nesses dias, como sentinelas", disse o supervisor de segurança do ministério, Ricardo Teles.

A reportagem da Agência Brasil avistou – no início da manhã - cerca de sete ônibus e cinco carros da PM próximos ao Ministério da Justiça, e duas motos da corporação diante do Ministério da Defesa.
Dois agentes policiais instalavam taipas na lateral direita do Congresso. Na Rodoviária de Brasília, não foram constatadas revistas de transeuntes. Também não foi observado nenhum grupo da Força Nacional na área.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Contas públicas têm pior resultado para junho

O setor público consolidado, formado por União, os estados e os municípios, registrou déficit nas contas públicas em junho, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (28) em Brasília. O déficit primário, receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros, ficou em R$ 19,552 bilhões. Esse foi o pior resultado para o mês na série histórica iniciada em dezembro de 2001.

O resultado do primeiro semestre também foi o maior para o período, chegando ao déficit primário de R$ 35,183 bilhões. Em 12 meses encerrados em junho, o déficit primário ficou em R$ 167,198 bilhões, o que corresponde a 2,62% do Produto Interno Bruto (PIB) , a soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

Em junho deste ano, o Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) acusou déficit primário de R$ 19,937 bilhões. Os governos estaduais anotaram superávit primário de R$ 346 milhões, e os municipais, superávit de R$ 107 milhões. As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas empresas dos grupos Petrobras e Eletrobras, tiveram superávit primário de R$ 145 milhões no mês passado.

Em junho, os gastos com juros nominais ficaram em R$ 31,511 bilhões, contra R$ 22,113 bilhões em igual mês de 2016. O déficit nominal, formado pelo resultado primário e os resultados de juros, atingiu R$ 51,063 bilhões no mês passado ante R$ 32,174 bilhões de junho de 2016. Em 12 meses encerrados em junho, o déficit nominal ficou em R$ 440,297 bilhões, o que corresponde a 6,89% do PIB.

A dívida líquida do setor público (balanço entre o total de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais) chegou a R$ 3,112 trilhões em junho, o que corresponde a 48,7% do PIB, com elevação de 0,6 ponto percentual em relação a maio.

A dívida bruta (contabiliza apenas os passivos dos governos federal, estaduais e municipais) chegou a R$ 4,674 trilhões ou 73,1% do PIB, com aumento de 0,6 ponto percentual em relação ao mês anterior.

Taxa de desemprego cai para 13% no primeiro recuo desde 2014

A taxa de desemprego caiu para 13% no segundo trimestre deste ano (abril/junho) na primeira queda significativa do indicador desde o fim de 2014. O recuo chegou a 0,7 ponto percentual em relação ao trimestre anterior (janeiro/março deste ano.). No mesmo trimestre do ano passado (abril-junho), o desemprego atingia 11,3% da População Economicamente ativa do país.

A constatação é da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (28), no Rio de Janeiro . No trimestre imediatamente anterior, a taxa de desocupação estava em 13,7%.

Os novos números indicam que a população desocupada fechou o segundo trimestre do ano em 13,5 milhões de pessoas, recuando 4,9% (menos 690 mil desocupados) em relação ao trimestre móvel anterior, mas ficou 16,4% acima do contingente estimado no mesmo trimestre móvel de 2016.

O IBGE informou, ainda, que a população ocupada é de 90,2 milhões no segundo trimestre. Ela cresceu 1,4%, o que significa que mais 1,3 milhão de pessoas ingressaram no mercado de trabalho, em relação ao trimestre janeiro-março de 2017.

Informalidade

Apesar da redução da taxa de desemprego do país, que caiu de 13,5% para 13%, o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, ressaltou que o crescimento do emprego se deu mas pelo lado da informalidade, envolvendo pessoas sem carteira assinada ou trabalhando por conta própria.

“Tivemos uma redução na taxa [de desocupação], com o aumento da população ocupada e queda no número de desocupados. Mas, infelizmente, a ocupação cresceu pelo lado da informalidade, ou seja, há mais pessoas sem carteira e por conta própria, que não têm garantias trabalhistas”.

O coordenador do IBGE destaca que os grupamentos de atividade nos quais o emprego cresceu foram a Indústria e os Transportes. “Na indústria cresceu principalmente por causa da indústria alimentícia e fundamentada em postos de trabalho informais. Já nos transportes, a alta foi em função do aumento do número de motoristas de passageiros”, ressaltou Cimar.

Carteira assinada

Os dados do IBGE indicam que o país perdeu em um ano 1,1 milhão de postos de trabalho com carteira assinada. No trimestre abril-junho deste ano, o país tinha 33,3 milhões de pessoas empregadas com carteira assinada, mostrando estabilidade frente ao trimestre imediatamente anterior (janeiro-março), mas recuando 3,2% em relação ao mesmo trimestre móvel de 2016 (- 1,1 milhão de pessoas com carteira assinada).

No entanto, comparados os dados atuais com o último trimestre de 2014, quando o país tinha 36,5 milhões de empregos com carteira, percebe-se uma queda maior. Os números indicam que o mercado perdeu neste período 3,2 milhões de postos de trabalho formais. “O mercado reage por um retrato de 2017. Mas olhando o passado, vemos que há muito que caminhar para recompor o que foi perdido desde que começou a crise”, disse.

O coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE explica que ”tivemos uma redução na taxa, com o aumento da população ocupada e queda no número de desocupados. Mas, infelizmente, a ocupação cresceu pelo lado da informalidade, ou seja, há mais pessoas sem carteira e por conta própria, que não têm garantias trabalhistas”.

Cimar lembrou que os grupamentos de atividade nos quais o emprego cresceu foram a Indústria e os Transportes. Segundo ele, “a indústria cresceu principalmente por causa da indústria alimentícia e fundamentada em postos de trabalho informais. Já nos transportes, a alta foi em função do aumento do número de motoristas de passageiros”.

O número de empregados sem carteira de trabalho assinada fechou junho em 10,6 milhões de pessoas, um crescimento de 4,3% no trimestre – o equivalente a mais 442 mil pessoas. Já em relação ao mesmo trimestre do ano passado, o crescimento foi de 5,4% - o equivalente a mais 540 mil pessoas.

As 22,5 milhões de pessoas que trabalhavam por conta própria no trimestre encerrado em junho foram 1,8% maior quando comparadas com o trimestre anterior (mais 396 mil pessoas), mas houve recuo de 1,8% em relação ao mesmo trimestre de 2016 (menos 415 mil pessoas).

Já o número de empregadores ficou estável em 4,2 milhões de pessoas frente ao trimestre imediatamente anterior e cresceu 13,1% (mais 484 mil pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2016. Já entre os trabalhadores domésticos (6,1 milhões de pessoas) a ocupação mostrou-se estável em ambos os trimestres comparativos.

Desemprego em 2014

As informações da pesquisa indicam que a última queda da taxa de desocupação desde o início da série histórica em 2012 havia ocorrido na passagem do terceiro para o quarto trimestre de 2014, quando a taxa de desemprego caiu de 6,8% para 6,5%. “Desde então, a taxa [de desocupação] subiu ininterruptamente e o mercado de trabalho do país se deteriorou”, informou o IBGE.

O instituto lembrou que, no trimestre outubro-dezembro de 2014, a população desocupada do país era de 6,5 milhões de pessoas. Hoje, situa-se em 13,5 milhões de pessoas. “De 2014 para junho de 2017, o número de desocupados mais do que duplicou, chegando ao auge no trimestre janeiro-março de 2017, quando o país tinha 14,2 milhões de pessoas desempregadas.

Na última edição da pesquisa, no trimestre fechado em abril, o número recuou 4,9%, o que representou menos 690 mil pessoas procurando trabalho. Apesar disso, neste segundo trimestre de 2017, o país ainda tem 13,5 milhões de desocupados.

Rendimento

O rendimento médio real habitual das pessoas ocupadas fechou junho em R$ 2.104, mantendo-se estável frente ao trimestre janeiro/março de 2017, quando era de R$ 2.125 e, também, em relação ao mesmo trimestre de 2016 (R$ 2.043). Já a massa de rendimento real habitual das pessoas ocupadas fechou junho em R$ 185,1 bilhões, mostrando estabilidade em ambas as comparações.

A força de trabalho (pessoas ocupadas e desocupadas) no trimestre de abril a junho de 2017 foi estimada em 103,7 milhões de pessoas, registrando crescimento de 0,6% (mais 599 mil pessoas) comparada ao trimestre janeiro/março de 2017 e de 1,3% (mais 1,3 milhão de pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2016. Já a população fora da força de trabalho (64,4 milhões de pessoas) manteve-se estável em ambas as comparações.